Seguidores

quarta-feira, 28 de junho de 2017

A RAINHA DAS FLORES

Num jardim encantado entrei um dia,
As flores visitei: achei-as belas...
Umas viçosas, outras mais singelas,
Unidas num complexo de alegria.
Brancas, roxas, vermelhas, amarelas,
Num perfume que ao longe recendia...
Lembrei-me de colher no meio delas,
A mais rica em beleza e fidalguia.
À procura saí da flor ditosa
E ouvindo o gorjear dos passarinhos,
Tive a surpresa de encontrar a ROSA!
Ela me disse: - sorve o meu perfume!
Mas não me toque não, que os meus espinhos,
São vigias do amor e do ciúme!...
                                                                                                                    (Álvaro Coelho Maia)