Seguidores

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

A sua mão

Solte a sua mão e venha me abraçar, 
toque em meu rosto, sinta a minha face, 
desliza ela em meu corpo, a cariciar, 
descubra o meu cheiro, aonde ele nasce.
Alivie – me, das dores com o seu tato,
feche os olhos, modele minha alma,
cure minhas chagas, em cada ato,
aqueça – me, com a sua palma.


Ampare – me, com os seus abraços,
coloque a sua mão sobre o meu peito,
sinta o meu coração que esta em pedaços,
deixe – me sentir o seu calor, de qualquer jeito.


Esperei tanto por essa mão divina,
que toca – me, arrepia - me e deixa – me sonhar,
no silêncio da noite, só ela domina,
na sua mão, não paro de te amar.
(Angelo Sansivieri)