Seguidores

quarta-feira, 15 de março de 2017

Lindos poemas

Pequena Folha


Também tu eras uma pequena folha
Que tremia em meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi,

Não soube que ias comigo,
Até que a tuas raízes

atravessaram o meu peito,
Se uniram  aos fios do meu sangue,
Falaram pela minha boca
floresceram comigo.
                                 (Pablo Neruda)
voltar...
peculiar herança
que o tempo traz
ao perene viajante
o inexplicável desejo
de voltar a um certo
lugar
visto de longe...
misteriosos
detalhes
de uma
estranha memória.


por myra